sábado, 15 de novembro de 2008

O Senhor é o meu Pastor

“O Senhor é o meu pastor, nada me faltará!” Que profundidade há nesse pequeno versículo da palavra do Senhor. O Senhor é o nosso pastor, é quem nos guia, consola, conforta, mas também exorta.
Ultimamente em nossa vida espiritual, temos vivido um cristianismo de fachada, onde o que você vê, não é, realmente, o que é verdade. Vê-se as igrejas lotadas. Ó, que benção! Mas é cheia de gente que não deseja realmente ser um seguidor e discípulo do Mestre. Estão atrás de milagres. Não querem, de fato, o Deus dos milagres, mas sim, somente os milagres de Deus. De olho nessa grande multidão vem um grupo de pregadores e cantores emergentes treinados para moldar a mente dessa multidão, falar o que eles querem ouvir, para no final, levar o que eles vieram buscar: fama e dinheiro. Agem como os falsos profetas, descrito em Mateus 24:11. Vestem-se de ovelhas, e vivem dos recursos dessas ovelhas: comendo sua carne e vivendo de sua lã! E que enganam até os escolhidos. Quanto tempo ainda, as verdadeiras ovelhas conseguiram sobreviver em meio a esses modismos? Quanto tempo viveremos em pastos secos? Quanto tempo clamaremos por água? Quanto tempo ainda viveremos desnutridos espiritualmente? Falta-nos o pasto, que simboliza a verdadeira palavra, o alimento espiritual.
Valoriza-se muito os congressos onde paga-se verdadeiras fortunas para se ter a presença de renomados pregadores que vem, não para trazer edificação espiritual, mas para proclamar seu próprio nome e vender seus materiais. Mas lhe pergunto: Quantos matriculados há nas classes de escola dominical de sua igreja? Quantos freqüentam assiduamente os cultos de ensino? Quantos estão dispostos a investir suas preciosas horas em um curso bíblico teológico? Os obreiros do Senhor, aqueles a quem Deus designou para sacerdote estão preparados com a espada da palavra? São adeptos do ensino bíblico e das reuniões de oração? Conseguem ainda expulsar os demônios? São pessoas experientes e idôneas na fé? Usam a oração, que é a arma mais eficaz contra Satanás e seus anjos?
Quanta mudança! Enquanto isso as ovelhas morrem de fome! Aquelas que conseguem sobreviver um pouco mais também clamam por água, falta-lhes o agir do Espírito Santo. Há quanto tempo não recebem um dom espiritual? Há quanto tempo não conseguem praticar os dons do Espírito? Pesquisas demonstram o crescimento dos cristãos, mas também revelam que mesmo com o crescimento significativo do cristianismo, não houve redução dos crimes praticados, dos problemas da sociedade. O que podemos concluir? Que não há mais conversões verdadeiras, mas um inchaço espiritual. Pessoas buscando milagres, atrás de grandes movimentos, atrás de sucesso, dinheiro e fama. E as verdadeiras ovelhas continuam sem pasto e sedentas. Quisera Deus cumprir em nossas vidas a palavra que diz: “...deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente as águas tranqüilas, refrigera minha alma, guia-me pelas veredas da justiça, por amor de seu nome...” Enquanto isso não acontece, só resta-nos clamar: Ora vem Senhor Jesus!

Denise C. S.

Um comentário:

Escola de Música Arte e Som disse...

Parabéns Denise, mais uma obra brilhante para o Senhor. Continue sendo essa serva usada nas mãos do altíssimo.